(((rádio lucweb))) : Bebidas:Itaipava vende mais cerveja que Brahma e Skol

11 de nov de 2011

Bebidas:Itaipava vende mais cerveja que Brahma e Skol


Fábio Suzuki   (fsuzuki@brasileconomico.com.br)
10/11/11 13:40

Douglas Costa, da Petrópolis: Itaipava tem 31,7% de mercado de cerveja em lata em São Paulo
Douglas Costa, da Petrópolis: Itaipava tem 31,7% de mercado de cerveja em lata em São Paulo



Vantagem da Petrópolis sobre a Ambev ocorre nas regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro.
Na vice-liderança do mercado brasileiro de cervejas desde o último mês de setembro, o Grupo Petrópolis alcançou o posto não só tirando vendas de sua concorrente direta, a Schincariol, como também vem batendo as principais marcas da gigante Ambev nas duas principais regiões do país.
Segundo dados obtidos pelo Brasil Econômico junto ao mercado para a venda de latas no varejo, a Itaipava, principal produto do portfólio da Petrópolis, está na frente tanto de Brahma quanto de Skol para as vendas nas regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro, que juntas somam mais de 30 milhões de habitantes.
De acordo com o levantamento, realizado pela Nielsen, a Itaipava lidera as vendas nesse segmento em São Paulo com 31,7% de participação e uma boa margem à frente das concorrentes Brahma (20,2%) e Skol (19,2%).
Já na Grande Rio de Janeiro, a líder de mercado para a comercialização de latas em redes de auto-serviço é a marca Antarctica, da Ambev, com 27,9%. A Itaipava, que vem na segunda posição, tem uma participação de 21,9% e supera a de Brahma e Skol juntas.
"Esse forte desempenho é fruto do trabalho de marca que realizamos junto aos consumidores nessas duas regiões", afirma Douglas Costa, gerente de marketing e porta-voz do Grupo Petrópolis.
Sobre as insinuações de haver sonegação fiscal no segmento, o executivo afirma que "100% das linhas de produção da companhia trabalham com o sistema Sicobe", da Receita Federal para supervisionar a produção de bebidas.
Na avaliação do consultor Adalberto Viviani, especialista em bebidas e presidente da consultoria Concept, o desempenho de Itaipava no segmento deve-se a três fatores: percepção positiva do mercado sobre o produto, boa distribuição e forte investimento em ações promocionais.
"Essa participação alcançada não é pelo preço como muitos imaginam. Itaipava é uma marca sem rejeição entre os consumidores e isso faz toda a diferença em uma disputa acirrada como é o mercado de cervejas."
Parcela considerável
Apesar dos dados corresponderem apenas às vendas de latas em redes de auto-serviço (hipermercados, supermercados e lojas de conveniência), vale lembrar que esse canal correspondeu a 80% das vendas de cerveja em setembro, segundo levantamento da Kantar Worldpanel.
Por ter um volume de cerveja bem menor que as garrafas de vidro, as latas têm uma participação entre 30% e 40% do volume total comercializado no segmento.
Para o Grupo Petrópolis, entretanto, esse tipo de embalagem corresponde a 45%. "Pela presença mais antiga no Rio de Janeiro, também temos forte presença com garrafas naquela região", diz Costa.
Durante a divulgação de seus resultados, o vice-presidente financeiro e de relações com investidor da Ambev, Nelson Jamel, afirmou que a venda de cerveja em garrafas "é proporcionalmente o dobro" de latas dentro da companhia.
Contatada para falar sobre vendas de latas, especificamente, a empresa não atendeu a solicitação até o fechamento desta edição.
Visibilidade em alta
O grupo Petrópolis também aumentou seus investimentos em marketing. Segundo o ranking de maiores anunciantes do país realizado pelo Ibope Monitor, a companhia investiu R$ 484,4 milhões no primeiro semestre, quase 55% sobre o investido no mesmo período de 2010.
A Petrópolis passou do 11ª posição para ocupar o 6º lugar entre os maiores anunciantes do país. A Ambev é a 3ª posição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário