(((rádio lucweb))) : ABRINDO O BAÚ -MAMONAS ASSASSINAS

24 de jan de 2013

ABRINDO O BAÚ -MAMONAS ASSASSINAS


                                    Mamonas Assassinas no auge do sucesso, os anos 90


Unanimidade entre crianças, adolescentes e adultos nos anos 90, Mamonas Assassinas foi o maior grupo de rock cômico da América Latina. A irreverencia, as letras bem humoradas e o som diferenciado levaram a galera a loucura em 1995.

O grupo começou tocando em 1990 na periferia de São Paulo com o nome Utopia, os irmãos Sérgio Reoli (bateria) e Samuel Reoli (baixo) mais Bento Hinoto (guitarra) formavam um power trio que tocava covers de bandas como Legião Urbana, Os Paralamas do Sucesso, Titãs, Ultraje a Rigor e Rush.

No meio de uma apresentação em julho de 90 o público pediu para tocarem uma música do Guns ‘n’ Roses, como não sabiam a letra, pediram para um espectador subir ao palco para ajudá-los, esse cara arrancou altos risos da platéia com sua performance divertida e debochada, o nome dele era Alecsander Alves (Dinho). A partir dessa data Dinho caiu nas graças do trio e passou a integrar o grupo, com sua entrada levou junto o amigo Júlio Rasec (teclado).



Aos poucos, os integrantes começaram a perceber que as palhaçadas e músicas de paródia que faziam nos ensaios para se divertirem eram mais bem recebidas pelo público do que os covers e as músicas sérias. Começaram introduzindo devagar nos shows algumas paródias musicais, com receio da aceitação do público, mas eles perceberam que o público aceitava muito bem as músicas escrachadas, foi ai a chave para o sucesso da banda.

Através de um show em Guarulhos conheceram o produtor musical Rick Bonadio e entregaram a ele um disco com duas canções, Pelados em Santos e Robocop Gay… A partir daí a banda se tornou o maior fenômeno da música brasileira nos anos 90.


As apresentações do grupo nos programas de TV foram memoráveis, os shows eram meteóricos, além de cômicos os cinco rapazes eram músicos talentosos. Tocavam cerca de 8 vezes por semana!!!


No fatídico dia 2 de março de 1996 enquanto voltavam de um show em Brasília, o jatinho Learjet em que viajavam, chocou-se contra a Serra da Cantareira numa tentativa de arremeter voo matando todos que estavam no avião. O enterro, no dia 4 de Março, foi acompanhado por mais de 65 mil fãs. Me lembro que não tive aula na escola por luto. Assim terminava a história meteórica e estrondosa do maior grupo que o Brasil conheceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário