(((rádio lucweb))) : BOITUVA-CADASTRO PROGRAMA DE MORADIA TERMINA NESSE DOMINGO

13 de abr de 2013

BOITUVA-CADASTRO PROGRAMA DE MORADIA TERMINA NESSE DOMINGO


Pesquisa habitacional deve orientar programas de moradias em Boituva
Famílias de baixa renda, que não tem casa própria, são cadastradas.
Termina neste domingo (14) o cadastramento de famílias que não têm residência própria em Boituva (SP). A ação para identificar a demanda habitacional do município é realizada no Centro de Evento Municipal que fica na avenida Pereira Ignácio, s/n, no Centro, das 8h às 17h.
A pesquisa levantamento de demanda de moradias abrange famílias que ganham até cinco salários mínimos. Promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Cidadania e Trabalho, o trabalho tem o objetivo é traçar o perfil desses moradores, saber quantos precisam de moradia e, com base nesses dados, buscar novos programas habitacionais.

Para fazer parte da pesquisa, a pessoa também tem que provar que mora há pelo menos três anos em Boituva e não possuir financiamento de imóvel. A pessoa deve preencher a ficha de inscrição e apresentar os documentos como CPF, identidade, comprovante de endereço, carteira de trabalho e o comprovante de renda.

O auxiliar de ótica, Carlos Lopes Júnior, fez o cadastro com a esperança de ser escolhido em programas habitacionais do município e conseguir uma moradia própria. “A gente não vê a hora de conseguir. Esse é um sonho de todos, ter a própria residência e sair do aluguel que judia bastante da gente”, comenta.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento, Antônio Carlos Nogueira, com esse levantamento será possível detectar se as famílias moram em uma casa alugada, se moram em área invadida ou em área de risco e até mesmo famílias residem no mesmo endereço.

Nogueira destaca ainda que vários projetos relacionados à habitação estão em andamento na cidade. “Já foi iniciada a construção de 180 apartamentos. O governo do estado autorizou a construção de outros 120. Já a Câmara de Vereadores aprovou um projeto que cria um condomínio residencial de interesse social onde será permitir já, através de um empreendedor, construção de 800 casas pelo programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Então, essa pesquisa na verdade não é uma pesquisa se nexo. Ela já tem um nexo e na outra ponta já está se buscando a solução para essas necessidades”, afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário