(((rádio lucweb))) : VIRADA CULTURAL 2013, PM diz ter prendido 28 pessoas

20 de mai de 2013

VIRADA CULTURAL 2013, PM diz ter prendido 28 pessoas

Duas pessoas morreram durante as 24 horas de evento na capital paulista.
Ocorrências foram maiores do que o previsto, destacou Fernando Haddad.                                                                                             Prefeito Haddad participa da coletiva com balanço
da Virada Cultural (Foto: Roney Domingos/G1)

A Polícia Militar afirma que 28 pessoas foram presas durante a operação da Virada Cultural 2013, segundo balanço preliminar divulgado às 18h deste domingo (19). Duas pessoas morreram: uma com suspeita de overdose e outra baleada com um tiro no rosto ao reagir a um assalto.

Os casos foram registrados na região central de São Paulo, onde mais de 900 atrações foram apresentadas entre 18h deste sábado (18) e 18h de domingo. A estimativa é que cerca de 4 milhões de pessoas tenham participado do evento.

Segundo o balanço da PM, houve 17 prisões em flagrantes, 12 roubos, 12 tumultos, seis pessoas esfaqueadas, nove menores presos e uma arma apreendida. Entre os detidos estão suspeitos de roubos de celulares, bolsas, vandalismo e tráfico de drogas.
saiba mais

Ao todo, quatro pessoas foram baleadas, incluindo o padeiro Elias Martins Moraes Neto, de 19 anos, que morreu. Além disso, ao menos 1.800 pessoas tiveram de ser atendidas em quatro unidades montadas pelo Samu, sendo que foram necessárias 260 remoções causadas sobretudo por problemas relacionados ao consumo de álcool.

O comandante da operação, Reynaldo Simões Rossi, disse que os números podem ser alterados com a conclusão de ocorrências.
Haddad destacou que houve um contingente recorde com 3,8 mil PMs e 1,4 mil guardas-civis para monitorar um público estimado em 4 milhões de pessoas.
“Peço licença, mas gostaríamos de aguardar o total do cômputo de ocorrências para dizer se houve aumento”, disse. “Presumimos que, com o aumento do público, o número de ocorrências ia aumentar, mas mesmo assim temos que concluir esse levantamento”, completou.

Questionado sobre os arrastões na madrugada, o coronel admitiu que a polícia acompanhou a atuação de alguns grupos que cometeram crimes patrimoniais. De acordo com ele, no entanto, qualquer intervenção em evento público deste porte tem de ser "muito bem pensada". "A prioridade é preservar a integridade das pessoas", completou.


O prefeito disse que não houve qualquer tipo de crise entre governo municipal e PM. Segundo Haddad, ele conversou pela manhã com os representantes da polícia em reuniões de trabalho. “Não tenho autonomia para pedir para a PM não dar coletiva”, afirmou. Perguntado se a Virada Cultural foi segura, Haddad respondeu: "Eu participei da Virada, meus filhos participaram e vamos continuar participando".

Ao comentar sobre o comportamento de criminosos que aproveitaram a aglomeração para roubar, o prefeito citou o discurso de Mano Brown, vocalista do Racionais MC's, durante o show do grupo neste domingo. "É o depoimento mais insuspeito que poderia haver", concluiu Haddad.

Em seu show, Mano Brown foi direto. "A gente fala da polícia, mas ontem estive aqui de madrugada e vi muita covardia nas ruas do centro. Vários malandros 'ramelando', se agredindo, se desrespeitando. Vi dez manos roubando o Mizuno do moleque. O que vi ontem no Centro está longe de ser evolução", disse o vocalista.
Pistola estava com menor detido (Foto: Kleber
Tomaz/G1)
Arrastões e morte de padeiro

Elias e os amigos, então, correram atrás dos criminosos, quando o jovem levou um tiro no rosto. Ele foi levado para a Santa Casa, mas não resistiu. O caso foi registrado pelo 3º Distrito Policial, em Santa Ifigênia, como latrocínio (roubo seguido de morte).

Além de Elias, a PM registrou outra morte na Virada Cultural. Um jovem de 21 anos morreu por suspeita de overdose. Jonatan Santos Nascimento foi encontrado caído na região de Santa Ifigênia, no Centro, e socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) à Santa Casa.

(Com reportagem de Roney Domingos, Marcelo Mora e Kléber Tomaz)

fonte:g1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário