(((rádio lucweb))) : Turma da Mônica, o império familiar de Mauricio de Sousa

28 de mai de 2013

Turma da Mônica, o império familiar de Mauricio de Sousa

Quarto maior estúdio de animação do mundo não segue a cartilha de grandes corporações
Mauricio de Sousa (© Roberto Setton)
































Mauricio recebeu a FORBES Brasil no grande edifício da companhia situado na Lapa, bairro da Zona Oeste paulistana. Ali, entre quase 400 funcionários, ele lidera uma corporação que detém 86% do mercado nacional de quadrinhos infanto-juvenis – o que se traduz em média a 2,5 milhões de revistinhas colocadas nas bancas mensalmente. Ao considerarmos alguns produtos que levam o selo Turma da Mônica, os números espantam: são vendidos a cada mês 800 mil litros de sucos TM Sufresh, 750 toneladas de itens alimentícios da Perdigão, 650 toneladas de maçãs Fischer e 9,5 milhões de unidades do miojo da Turma da Mônica.

É um império, mas (e este é o ponto mais interessante da estrutura da MSP) trata-se de um império familiar que, ao contrário de outros do tipo, funciona. Dos dez filhos do empresário, nada menos que sete estão na companhia, e em postos de comando – a começar por Mônica Sousa, diretora comercial. Sua atual esposa, Alice Takeda, lidera os roteiristas. Uma filha de Mauricio e Alice, Marina, herdou o talento do pai para o desenho e trabalha ali nesta área. Um irmão de Marina, Maurício, atua em uma das mais novas ramificações do grupo, a que trata de games. Há ainda netos do patriarca trabalhando na MSP (“Dois, por enquanto, mas logo serão mais”, conta ele) e uma irmã, Yara Maura, que responde pelo escritório da companhia nos EUA.
A rotatividade de mão de obra é baixa (“As pessoas entram aqui e ficam por décadas. Meu funcionário mais antigo tem 46 anos de casa”) e, de forma incomum para uma corporação desse porte, há várias atividades que ainda são realizadas artesanalmente, como o preenchimento dos balões dos quadrinhos com a fala dos personagens. “Eu poderia botar um computador para fazer isso, mas aí as letrinhas ficariam todas idênticas, seria monótono. E eu não quero perder a ótima funcionária que cuida dessa tarefa”, explica Mauricio. Não se tem notícia de estúdio algum com o porte da Mauricio de Sousa Produções (que, aliás, é a quarta maior empresa do tipo no mundo) que trabalhe sob tais parâmetros.

fonte:http://forbesbrasil.br.msn.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário