(((rádio lucweb))) : Para show do One Direction fãs enfrentam frio, chuva e baratas na fila

17 de abr de 2014

Para show do One Direction fãs enfrentam frio, chuva e baratas na fila


Em esquema de revezamento, grupos se organizam para manter acampamento em frente aos portões do Estádio do Morumbi. Apresentações ocorrem nos dias 10 e 11 de maio

São Paulo teve, na última terça (15), a madrugada mais fria de 2014. Os termômetros caíram para 16,1° C, mas a sensação térmica era ainda menor. Dentro de barracas de acampamento montadas próximas aos portões do Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, três fãs da banda One Direction enfrentaram a baixa temperatura para garantir os lugares mais próximos ao palco.



One Direction: ingressos para a apresentação começaram a ser vendidos há um ano
(Foto: Divulgação)
A vinda da boyband inglesa à cidade  nos dias 10 e 11 de maio, fim de semana em que Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan e Zayn Malik se apresentam por aqui.

Para manter o planejamento iniciado em 2013, as fãs ficam ligadas no Twitter e no Facebook. Formaram até um grupo no Whatsapp para lidar com perrengues que vão muito além do imprevisível clima paulistano. Contra o forte cheiro de esgoto que sobe durante todo o dia ao redor do estádio, por exemplo, as meninas usam aromatizador de ar.



O show dos ingleses: espetáculo pop que virou fenômeno mundial
(Foto: Divulgação)
Já para evitar assaltos, a estratégia é andar sempre com os pertences mais importantes, como celular e dinheiro, junto ao corpo. As baratas, porém, parecem ser um problema sem solução. “Os mata-insetos só pioram a nossa situação. Você joga em uma e aparecem mais cem”, lamenta Jaqueline.

Outra aparente ameaça, segundo as meninas, são as pessoas que circulam pela região provocando o grupo. “Se não gostam do São Paulo, mexem com a gente. Se não gostam da banda, mexem com a gente. Eles deveriam nos respeitar”, reclama Ariane, que já teve um ovo arremessado em sua barraca durante a madrugada.

As necessidades básicas e de higiene são facilmente contornadas. Quando precisam ir ao banheiro, elas usam o do estádio. E, para tomarem banho, pagam R$ 5,00 em uma pensão ali perto. Para comer, no entanto, o sufoco é um pouco maior. As garotas precisam andar cerca de vinte minutos até a casa de esfihas ou ao supermercado mais próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário