(((rádio lucweb))) : Copiloto pode ter derrubado avião da Germanwings de propósito

27 de mar de 2015

Copiloto pode ter derrubado avião da Germanwings de propósito

Com base nas gravações de voz, investigadores concluíram que o copiloto jogou o Airbus no chão intencionalmente.



O anúncio de que o copiloto da Germanwings pode ter derrubado de propósito o Airbus provocou surpresa e indignação no mundo todo, nesta quinta-feira (26). Os enviados especiais à região da tragédia, Mariana Becker e Sérgio Gilz, trazem os detalhes da investigação que levou a essa suspeita.

As revelações apresentadas pelo promotor de Marselha, Brice Robin, mostram o conteúdo da caixa-preta encontrada na terça-feira (24). Com base nas gravações de voz entre comandante e copiloto, os investigadores concluíram que o copiloto jogou o Airbus no chão intencionalmente, matando 150 pessoas. "O copiloto fez manobras para destruir o avião de propósito enquanto estava sozinho. O copiloto pressionou o botão para colocar o avião em descida. A ação de selecionar a altitude só pode ocorrer de forma deliberada", disse o promotor.

O avião saiu de Barcelona na terça-feira às 6h pelo horário de Brasília. Deveria chegar a Düsseldorf, na Alemanha, cerca de duas horas depois. Mas o avião mudou de rota e sumiu dos radares nos alpes franceses. Segundo as informações divulgadas nesta quinta-feira (26), o Airbus despencou a uma velocidade de 700 quilômetros por hora.

Os investigadores afirmaram que, nos primeiros 20 minutos de gravação, a conversa entre os dois pilotos foi normal. O comandante identificado como Patrick repassou os procedimentos para o voo. Ele pediu então que o copiloto Andreas Lubitz assumisse o comando, e saiu da cabine para ir ao banheiro.

Na sequência, ouve-se a porta fechar. O copiloto então iniciou a descida. Os controladores de voo, perceberam a mudança e chamaram o avião, sem resposta. Pelo interfone, o comandante pediu que o copiloto abrisse a porta. Não houve resposta. O comandante começou a bater com força, desesperadamente. Nos últimos segundos podem-se ouvir os gritos dos passageiros, que a esta altura já tinham percebido o que estava acontecendo.

O tempo todo, segundo o promotor, é possível ouvir a respiração do copiloto, que é normal, indicando que ele estaria bem e consciente. A gravação captou a respiração dele até o momento do impacto. Todo esse processo durou cerca de dez minutos.

Essa notícia que chocou o mundo foi especialmente devastadora para as famílias das vítimas que chegaram à pequena Seyne-les-Alpes. Elas foram recebidas em um prédio e agora têm a dolorosa tarefa de esperar pelos corpos que estão sendo resgatados na montanha.

Antes mesmo que a informação fosse divulgada, as autoridades locais decidiram separar as famílias do comandante e do copiloto. A maior parte dos parentes dos passageiros deve voltar nos próximos dias aos países de origem. Outras famílias dormirão nas casas dos moradores da cidade, que se ofereceram para hospedá-los. Os habitantes de Seyne-les-Alpes se dizem perplexos.

"Estamos profundamente comovidos. Este acontecimento mudou nossas vidas para sempre", conta uma moradora.

A remoção dos corpos deve durar 15 dias. Nas imagens divulgadas pelo Ministério do Interior francês, equipes especializadas em resgate nos Alpes recolhem peças do avião e pertences dos passageiros. As buscas serão retomadas nesta sexta-feira (26).

O site Flightradar, que monitora o tráfego aéreo, sustenta que o piloto automático foi programado para baixar a altitude do avião de 11 mil metros para 30 metros, que é a menor possível. O site afirma que analisou os dados do transponder do Airbus. É o dispositivo que envia informações de voo automaticamente.

fonte:http://g1.globo.com/jornal-nacional/

Nenhum comentário:

Postar um comentário