(((rádio lucweb))) : Boituva Morte de paraquedista atropelado por avião completa um ano

13 de jul de 2013

Boituva Morte de paraquedista atropelado por avião completa um ano


Morte de paraquedista atropelado em Boituva por avião completa um ano


Acidente ocorreu logo após vítima saltar da aeronave.
De acordo com a polícia, inquérito não foi concluído.
 Morte de Alex Adelmann completou um ano na
terça-feira (9).
Nesta terça-feira (9), o acidente que provocou a morte do paraquedista Alex Adelmann completa um ano. O paraquedista foi atingido na nuca pela asa da aeronave

logo após o salto no Centro Nacional de Paraquedismo de Boituva (SP).

Após um ano, as investigações sobre o ocorrido não foram concluídas. O inquérito é conduzido pela Polícia Civil de Boituva. As análises técnicas foram feitas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa) e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Carlos Antônio Antunes, até o começo do mês de julho duas pessoas ainda precisavam ser ouvidas para que o caso fosse esclarecido. “Ainda precisamos ouvir essas duas pessoas. Não há exatamente uma previsão de quando o caso será concluído”, diz.que técnicos estão empenhados nesse caso.

O delegado também aguarda os laudos periciais feitos pelo Cenipa que enviou agentes para fazerem análise da aeronave envolvida no acidente.
Segundo a assessoria de imprensa do comando aeronáutico, as investigações ainda não foram concluídas. Em entrevista ao G1 Itapetininga e Região, a equipe explicou que os relatórios feitos pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes, tem como objetivo identificar os fatores que contribuíram para o acidente e também prevenir que outros casos aconteçam novamente.
Em relação ao atropelamento aéreo do paraquedista, o Comando Aéreo informou que não há um prazo para que o relatório seja concluído e que técnicos estão empenhados nesse caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário