(((rádio lucweb))) : Boituva-Traficantes são presos com 220 quilos de maconha na Castello Branco

24 de out de 2014

Boituva-Traficantes são presos com 220 quilos de maconha na Castello Branco

A droga apreendida, distribuída em 202 tabletes, estava escondida no banco traseiro e no porta-malas do veículo - Polícia Federal / Divulgação


A Polícia Rodoviária Estadual em ação conjunta com a Polícia Federal realizou a apreensão de aproximadamente 220 quilos de maconha, na noite da última quarta-feira, no quilômetro 111 da rodovia Castello Branco, próximo à praça de pedágio do município de Boituva. Dois homens que transportavam a droga foram detidos e encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba.

As prisões e apreensão da droga foram realizadas pela Polícia Rodoviária durante uma fiscalização de rotina na praça do pedágio de Boituva, sentido interior/capital. Os policiais ordenaram que um veículo VW Gol, de cor preta, placa de Ubirajara/SP, ocupado por dois indivíduos, estacionasse para averiguação. A ordem não foi atendida e o veículo saiu em alta velocidade. A equipe da Polícia Rodoviária iniciou a perseguição e alcançou o veículo suspeito na altura do km 94, quando o motorista perdeu o controle da direção e subiu em um barranco à margem da rodovia.

O indivíduo que estava do lado do passageiro se rendeu. Já o motorista, saiu do carro com as duas mãos segurando o que parecia uma arma, ação que motivou os policiais a efetuarem quatro disparos contra o suspeito.

Mesmo assim, ele saiu correndo e atravessou a estrada, entrando em um matagal. Minutos depois, o indivíduo foi localizado e preso. Um dos disparos feitos pelos policiais atingiu o pé direito do suspeito.

A droga apreendida, distribuída em 202 tabletes, estava escondida no banco traseiro e no porta-malas do veículo. O entorpecente foi levado para a delegacia da Polícia Federal de Sorocaba, onde os dois indivíduos foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas.

Na sequência, eles foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba onde permanecerão à disposição da Justiça Federal. "A pena pelo crime registrado chega a 15 anos de reclusão, aumentada de 1/3 a 1/6", informou o delegado da Polícia Federal de Sorocaba, Fernando Bonhsack.
fonte: Amilton Lourenço
amilton.lourenco@jcruzeiro.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário