(((rádio lucweb))) : Erick Silva "detona" americano no UFC Barueri

21 de dez de 2014

Erick Silva "detona" americano no UFC Barueri


Tido como uma das maiores esperanças do MMA nacional, o capixaba Erick Silva pode ter colocado um ponto final nos altos e baixos de sua carreira na noite deste sábado, no UFC Barueri. Obteve uma vitória por finalização nos minutos iniciais do primeiro round contra Mike Rhodesm.


O peso médio estreou no UFC em 2011 cheio de expectativas, mas oscilou muito e teve quatro vitórias e quatro derrotas até então. Chegou a receber críticas pela falta de gás e explosão nas derrotas contra Matt Brown, Dong Hyun Kim e Jon Fitch.

Mas, contra Mike Rhodesm conseguiu impor seu jogo com facilidade, logo no começo.

No único duelo brasileiro do UFC Barueri, Daniel Sarafian venceu Antonio dos Santos Júnior em duelo que abriu o card principal em função de uma lesão no dedo do rival e interrupção médica. Preferido do público que lotou o ginásio José Corrêa, o ex-lutador do TUF Brasil 1 se recupera assim de sequência negativa.
Preferido do público que lotou o ginásio José Corrêa, o ex-lutador do TUF Brasil 1 se recupera assim de sequência negativa que chegava a ameaçar sua continuidade em caso de derrota.

Desde sua participação na primeira edição do reality show do UFC, Safafian havia lutado quatro vezes, com três derrotas. Na última, tinha sido finalizado no primeiro round pelo japonês Kiichi Kunimoto.

Os brasileiros protagonizaram um combate franco e sem a temida amarração que o público brasileiro não gosta. Desde os primeiros instantes, muitos socos e chutes foram trocados, e os dois lutadores balançaram.

Dos Santos conseguiu uma queda e golpeou bastante o paulista, que demorou a se levantar. Depois que ficou em pé novamente e partiu pra cima. A trocação continuou, e Sarafian conseguiu uma derrubar no final, em um round muito equilibrado.

No começo do segundo round, Sarafian contou com um fator inusitado para a vitória. Antonio sofreu uma lesão em um dos dedos da mão esquerda e pediu a interrupção da luta. O árbitro esperou alguns instantes, até o médico fazer avaliação e decretar que ele não havia mais condições de continuar.
fonte:Jorge Corrêa e José Ricardo Leite Do UOL, em Barueri

Nenhum comentário:

Postar um comentário