(((rádio lucweb))) : Balonista Boituvense inaugura 'jacaré' de 38 m inspirado em pelúcia

23 de jul de 2016

Balonista Boituvense inaugura 'jacaré' de 38 m inspirado em pelúcia

Balão vai representar o Brasil em um festival no Canadá. 'Percebi que é possível realizar nossos sonhos', diz morador de Boituva
Foto: Arquivo pessoal/Chico Paulo


Balão em forma de jacaré tem 38 metros de altura, diz balonistaApós 12 anos idealizando o projeto, o balonista de Boituva (SP) Carlos Antônio Paulo, mais conhecido como Chico, conseguiu confeccionar com sua família um balão de 38 metros de altura em formato de jacaré. O voo inaugural aconteceu nesta quinta-feira (21) no Centro Nacional de Paraquedismo de Boituva e chamou a atenção de quem estava no local.
De acordo com Chico, ele vai ser um dos cinco brasileiros que vão participar do festival internacional de balões de Saint-Jean-sur-Richelieu, no Canadá. Para ele, o balão representa que é possível realizar os sonhos.
“Há 12 anos encontrei um jacaré de pelúcia em uma rodovia e na hora já pensei em criar um balão de jacaré. Mostrei para o meu filho e falei para ele fazer um curso de computação gráfica em 3D para podermos idealizar. Ele fez o curso, se interessou até por estudar engenharia e criou o projeto. O tempo foi passando, mas o custo é muito caro para se confeccionar um balão desse porte. Então, ao longo dos anos, fui guardando dinheiro para que um dia pudesse realizar esse grande sonho. E este ano deu certo de confeccionar e envolvi todo mundo da família”, afirma.
Chico contou, em entrevista ao G1, que a confecção começou no mês de maio e foi finalizada em julho. Ele, sua esposa, o filho e amigos trabalharam mais de 10 horas por dia para que o balão pudesse ficar pronto antes do dia 13 de agosto, data em que acontece o festival internacional de balões no Canadá.
“Todo mundo ficou envolvido na confecção. Fizemos tudo na minha casa e ficamos mais de 10 horas cortando e moldado o balão, sem contar os finais de semana. Chamamos um costureiro especialista em balão para fazer os ajustes. Minha esposa, que também é balconista, trabalhou no processo. Aliás, a família toda trabalhou”, diz.
Para a esposa de Chico, Ana Maria Barini Paulo, uma das dificuldades durante o processo é no corte dos moldes. “Temos que ter um cuidado com os moldes. Temos que marcar direitinho e não trocar as cores”, afirma.
Foto: Arquivo pessoal/Chico Paulo

Primeiro voo aconteceu no Centro Nacional de Paraquedismo em Boituva
Voo
Segundo Chico, após a confecção, todos estavam apreensivos para saber se o balão ia voar e se todo o trabalho havia dado resultado. O primeiro voo aconteceu nesta quinta-feira (21) no Centro Nacional de Paraquedismo por volta das 7h30.
“Antes de realizarmos o voo inaugural, estávamos apreensivos. Quando vimos que deu tudo certo, ficamos emocionados. O voo durou 30 minutos e foi gratificante ver o jacaré voando no céu. Foi nesse momento que percebi que é possível realizar nossos sonhos”, conta.
A esposa também se emocionou com o voo. “Deu tudo certo e ficamos muito felizes em ver que deu tudo certo”, diz.
                                                                                     fonte:http://www.gazetaonline.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário